Bela Vista realiza 2º Festival de Teatro e Dança


A cultura tem se fortalecido em Bela Vista do Paraíso. No início do mês, o Sesc confirmou a abertura da licitação para a reforma do Teatro Municipal. A demora se deveu a elaboração e posteriores alterações no projeto inicial. Agora, pelo que tudo indica, deve ser conhecida a empresa vencedora da concorrência pública e as obras finalmente serão iniciadas.

Já em compasso de preparação, o município investe na divulgação da arte, através da promoção de seu Festival de Teatro e Dança. Realizado no Salão da Igreja Matriz, o evento aconteceu nos dias 5 e 6 de novembro e reuniu vários grupos teatrais e escolas do município.

No primeiro dia apresentaram-se o Grupo de Teatro SMCT, da Fundação Cultural de Ibiporã, que encenou a peça Festa no Céu, com um cenário maravilhoso. Na sequência foi a vez do Colégio Ideal, com a peça Meus Amigos Secretos, encenada pelo Grupo Os Amigos. Logo após, uma apresentação de dança dos Anos 60, com o Grupo Jovens dos Anos 60, da Escola Municipal Dr. José Marcelino. Para encerrar a noite, uma dança folclórica, a Dança das Fitas, de origem europeia e que foi apresentada pelo Colégio Ideal. No Brasil, essa dança ficou conhecida como Trancelin, Dança da Trança ou Trança Fita. No Maranhão faz parte da Festa Folclórica Bumba Meu Boi.

No dia 06, o Grupo de Teatro SMCT, da Fundação Municipal de Cultura de Ibiporã voltou a se apresentar, desta vez com a peça O Juri. A apresentação a seguir ficou por conta do Colégio Ideal que mostrou a peça O Povo Por Um e Um pelo Povo, mostrada pelo Grupo Os Legisladores, que abordou a forma como é feita a contratação de empresas ou pessoas para prestação de serviços públicos. Na continuação, mais uma apresentação de Dança, com a Escola Parigot de Souza, que mostrou a dança Sonhos. O Grupo de Ballet Municipal também se fez presente ao Festival, mostrando um belo espetáculo de ballet, apresentado pelas alunas do Projeto, sob a direção da Profa. Jéssica Damasceno. Para encerrar, o grupo da Paróquia São João Batista mostrou ao público a peça Eis o Mistério da Fé que, embora fosse de cunho religioso, teve um toque de humor com encenação e figurino impecáveis. Uma grata surpresa do Festival.

O Prefeito Edson Vieira Brene compareceu ao evento e elogiou a coordenação. Segundo ele, “é o segundo ano consecutivo que realizamos esse festival e ele só tem crescido. A cada ano, novas e boas surpresas. Esperamos que, com a conclusão do Teatro Municipal e, em parceria com o Sesc, possamos ampliar o Festival, fazendo de Bela Vista do Paraíso uma referência no teatro e na dança, como era no passado. A todos os participantes, nosso muito obrigado”, agradeceu.

Apresentação do Grupo de Teatro SMCT, da Fundação Cultural de Ibiporã, com a peça Festa no Céu, destacando além da encenação, um belo cenário.
Dança das Fitas apresentada pelo Colégio Ideal.
Dança dos Anos 60 da Escola Municipal Dr. José Marcelino e os organizadores do evento, Vany Framarin e Fabrício Aroni.
Fundação Municipal de Cultura de Ibiporã voltou a se apresentar, desta vez com a peça O Juri.
Fundação Municipal de Cultura de Ibiporã voltou a se apresentar, desta vez com a peça O Juri.
Apresentação de Dança com a Escola Parigot de Souza.
Apresentação de Dança com a Escola Parigot de Souza.
Grupo de Ballet Municipal também abrilhantou o Festival.
À esquerda: Grupo da Paróquia São João Batista com a peça Eis o Mistério da Fé.
Colégio Ideal com a peça Meus Amigos Secretos.
O Jornal da Cidade apoia e incentiva a Arte e Cultura nos municípios.
O público belavistense prestigiou as apresentações.
O Prefeito Edson Vieira Brene compareceu ao evento e elogiou a coordenação.
Cerimonial de entrega dos troféus de participação.


Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

XHTML: You can use these tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>