Falta de fiscalização ocasionou despesas ao município


O que era para ser um ponto de referência na cultura de Bela Vista do Paraíso, acabou se tornando uma fonte de despesas para o município. O anfiteatro municipal, construído ao lado da Prefeitura Municipal recebeu uma cobertura feita com telhas de papelão (telhas recicladas, segundo a construtora), o que acabou por ocasionar inundações, trincas, rachaduras estruturais e a destruição total do mobiliário em seu interior, após um vendaval que arrancou a calha e provocou o destelhamento.

O prédio teve as obras iniciadas em julho de 2008, na gestão do então Prefeito Antônio Pimenta. Foi projetado para receber uma capacidade de 130 pessoas sentadas e contava com palco para apresentações, além de banheiros, copa, etc. Possui área de 250 m2 e custou cerca de 208 mil reais, com recursos do Ministério do Turismo do Governo Federal, viabilizados através de uma emenda parlamentar do ex-deputado federal, já falecido, Max Rosenmann. A inauguração do prédio ocorreu durante o mandato do ex-prefeito Roberto Bertoncini.

A manutenção do prédio teve falhas e isso ocasionou problemas.

O destelhamento ocasionou goteiras que acabaram provocando trincas na laje e estragando completamente os móveis e poltronas que haviam em seu interior.

O atual prefeito, Edson Vieira Brene ordenou a troca do telhado por telhas de verdade. No entanto, devido à dificuldade financeira que o município atravessa, não sabe quando conseguirá recuperar todo o prédio. Segundo ele, “o estrago foi muito grande. Desde que assumimos sabíamos do problema, mas havia tanta coisa para consertar que somente agora estamos nos empenhando em mais esse descaso com o dinheiro público. Vamos arrumar a cobertura agora para que não estrague mais do que já estragou. Vamos atrás de recursos ou recuperando aos poucos com recursos próprios. É uma pena. Até velório já aconteceu ali e poderia servir para cursos, reuniões, apresentações de teatro para nossas crianças, uma série de atividades. Esse é apenas mais um dos problemas que apareceram”, disse.

Não bastasse, a atual administração de Bela Vista do Paraíso recebeu o município com a maioria das ruas com asfalto em péssimas condições, construções irregulares, parque industrial que não funciona, equipamentos sucateados, a saúde em frangalhos e uma grande quantidade de precatórios para pagar. “É para isso que nos candidatamos e a população votou na gente. O povo sabia que a situação era terrível, que haviam inúmeros problemas acumulados durante quase 20 anos de administrações que destruíram nossa cidade. Fazer o quê? Pergunta. Vamos ter que ir arrumando aos poucos. Não se recupera um estrago desse tamanho do dia para a noite. Graças a Deus a população sabe disso e está tendo paciência e vendo que estamos fazendo o que é possível. Gostaríamos de fazer tudo mais rápido, mas a dificuldade financeira não permite”, lamentou.

O prefeito Brene já ordenou a troca do telhado por telhas resistentes e apropriadas.

 

Foram constatados uso de telhas recicladas, que com o tempo sofreram grave degradação.

 

 

O anfiteatro municipal está comprometido devido a qualidade dos materiais utilizados para construção e falta de manutenção das gestões anteriores.


Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

XHTML: You can use these tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>