Novo prefeito assume em Rancho Alegre


O TRE – Tribunal Regional Eleitoral – cassou por sete votos a zero a chapa que elegeu a Prefeita de Rancho Alegre, Darlene Prado Moreira (MDB) e seu vice, Valter Aleixo da Silva (PDT). O Presidente da Câmara de Vereadores, Edmar Lima (MDB), assumiu a prefeitura no último dia 25 de junho.

Lima deverá permanecer no cargo até meados de 2019, quando será realizada eleição suplementar para escolha de um novo prefeito para Rancho Alegre, que tem cerca de 3.200 eleitores. As acusações que levaram à cassação da chapa são do período pré-eleitoral. Segundo consta, em 2016, o vice-prefeito teria abusado do poder econômico para conseguir o apoio dos eleitores, mediante pagamento, para que houvesse uma grande filiação ao seu partido, PDT. Também prometeu o repasse de 5 mil reais para cada candidato que disputasse uma vaga para vereador. Isso tudo seria para viabilizar sua candidatura como vice-prefeito.

O PDT acabou lançando chapa completa, com 11 nomes. A oferta de dinheiro ocorreu num bar, em local público. A ação corria na justiça desde 2016. Em primeiro e segundo grau, a decisão foi desfavorável aos candidatos que venceram o pleito. Finalmente, a Juíza da Comarca de Uraí, Dr. Ana Cristina Cremonezi, emitiu ofício determinando o pronto afastamento da prefeita e do vice.

Segundo Dalvo Lúcio Moreira, marido da Prefeita Darlene e presidente do MDB de Rancho Alegre, “não houve a participação da ex-prefeita na compra de apoio. Os fatos que comprometem o então candidato a vice-prefeito aconteceram em maio de 2016, quando ainda não eram candidatos e antes do pedetista compor a chapa oficialmente”, disse. Dalvo culpa a oposição de ter armado o flagrante para prejudicar a candidatura de sua esposa. A defesa interpôs recurso no TSE – Tribunal Superior Eleitoral – para reverter a decisão de segunda instância.
A oposição rebate as afirmações de Dalvo Moreira. Segundo ele, “a Justiça reconheceu o abuso de poder econômico e fez o que era certo. O desequilíbrio provocado por essa compra de apoio pesou muito na decisão das eleições”, explicou.

O novo prefeito, Edmar Lima, que também é da base de sustentação da ex-prefeita se diz entristecido com a situação. “Foi uma conversar de bar que ocorreu muito antes da eleição. Iremos dar continuidade aos projetos e convênios firmados com os governos federal e estadual que estavam em andamento”, frisou. Ainda não foi marcada a data da nova eleição. O novo prefeito disse ainda que não haverá mudança de rumos e que manterá os secretários nomeados nos cargos comissionados.

A Prefeita Darlene Prado Moreira (esq.) e seu vice Valter Aleixo da Silva foram cassados por abuso do poder econômico.


Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

XHTML: You can use these tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>