Prefeito de Alvorada fala sobre o IPTU


O Jornal da Cidade entrevistou, com exclusividade, o Prefeito de Alvorada do Sul, Marcos Voltarelli, sobre a polêmica envolvendo um eventual reajuste na tabela do IPTU – Imposto Predial e Territorial Urbano. Confira:

Jornal da Cidade: Prefeito, houve aumento no IPTU de Alvorada do Sul?
Marcos Voltarelli: Não. Não houve aumento na alíquota do IPTU, que era e continua sendo 1% sobre o valor venal do imóvel. O que ocorreu foi a revisão da planta de valores, ou seja, a revisão dos valores venais dos imóveis. Os imóveis estavam e continuam, com valores venais muito abaixo do valor de mercado e foi preciso corrigir essa distorção. Não era justo o proprietário de um imóvel de luxo, no centro da cidade, mais antigo, pagar quase igual a uma casa popular, construída a pouco tempo.

Jornal da Cidade: Existe algum desconto para o pagamento integral do imposto?
Marcos Voltarelli: Sim. Também revisamos a questão dos descontos para pagamento integral. Está previsto este desconto, bem como as isenções, beneficiando as pessoas com menor poder aquisitivo. Não foi retirado nenhum direito adquirido.

Jornal da Cidade: A quanto tempo não havia reajuste na planta de valores que calcula o IPTU?
Marcos Voltarelli: Há mais de 16 anos a planta de valores não era reajustada.

Jornal da Cidade: Havia necessidade de corrigir os valores?
Marcos Voltarelli: Administrar é uma tarefa difícil. Uma missão que tem que ser feita com responsabilidade e o administrador deve cumprir as leis e as recomendações superiores, principalmente do Tribunal de Contas e do Ministério Público. Para não sermos responsabilizados e cometer ato de improbidade administrativa, devemos fazer o que a lei determina. Era necessária essa medida, tendo em vista que os valores, em alguns casos, não chegavam a 10% do valor real. Se queremos cobrar o fim da corrupção, se queremos Justiça Social, temos que dar exemplo. Se não fizéssemos a nossa parte e não corrigíssemos os valores dos imóveis, estávamos nos beneficiando indevidamente. Por exemplo, se meu imóvel vale 100 mil reais e recolho imposto sobre 10 mil reais, estou me beneficiando indevidamente, em prejuízo do erário público. A população deve elogiar os vereadores que votaram com responsabilidade, fazendo a revisão, mas segurando a tabela em valores que não prejudicassem a população e demonstrando o quanto valem seus imóveis. Os valores da planta genérica ainda estão muito abaixo do valor de mercado. Para se ter uma ideia, basta comparar de quanto foi a correção do IPTU com os valores do IPVA de nossos veículos, do reajuste da energia elétrica, da gasolina e dos produtos que compramos nos supermercados.

Jornal da Cidade: Onde será investida a arrecadação do IPTU?
Marcos Voltarelli: Mesmo sem o IPTU, já estamos fazendo uma administração repleta de obras importantes e benéficas para nossa população, em todas as áreas, principalmente na saúde, educação e geração de emprego, com a implantação de um novo Parque Industrial e outras obras importantes. Os recursos do IPTU irão ajudar essas ações e a população verá Alvorada retomar o caminho do progresso e do desenvolvimento com o aumento da oferta de empregos, principalmente.
Jornal da Cidade: Parte da oposição critica a correção. Como o Senhor vê esse tipo de crítica?
Marcos Voltarelli: O engraçado dessa história é que as pessoas que ficam em rede social criticando, são as mesmas que num passado recente estiveram à frente da administração municipal, gastaram dinheiro de necessidade duvidosa para contratar uma empresa de assessoria que fez um estudo para aumentar o IPTU e encaminharam para a Câmara de Vereadores. Foram gastos mais de 110 mil reais. Mas não tiveram sucesso, porque não tinham o apoio necessário. Não me preocupo com as críticas porque o trabalho que vem sendo realizado todos estão vendo e a população reconhece. Vê e sente os benefícios.

Jornal da Cidade: A oposição diz que o aumento do IPTU foi de 300%. Isso é verdade?
Marcos Voltarelli: Como eu disse. Não houve aumento no IPTU. O que houve foi a revisão dos valores venais dos imóves, e que fomos obrigados fazer, pois estava muito defasado e, mesmo assim, ficou muito abaixo do valor real do mercado.

Jornal da Cidade: Acho que deu para esclarecer. Muito obrigado, Prefeito.
Marcos Voltarelli: Eu que agradeço o espaço para poder esclarecer as dúvidas da população. Estou no gabinete à disposição de qualquer um para explicar, se for preciso. Agradeço ao Jornal da Cidade pelo trabalho sério que vem fazendo em toda região. Obrigado.

 


Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

XHTML: You can use these tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>