Projeto pioneiro dará início à castração química de animais


Nos próximos dias será iniciado um projeto de castração química de cães errantes (abandonados). O trabalho será feito com cães machos do município, num total de 300 aplicações. Segundo o veterinário Bruno Brocoli, “a castração química consiste na aplicação de um fármaco (uma injeção), diretamente no testículo do cão, sem necessidade de cirurgia, bastando apenas uma anestesia local”, explicou. Nos próximos dias será iniciado um projeto de castração química de cães errantes (abandonados). O trabalho será feito com cães machos do município, num total de 300 aplicações. Segundo o veterinário Bruno Brocoli, “a castração química consiste na aplicação de um fármaco (uma injeção), diretamente no testículo do cão, sem necessidade de cirurgia, bastando apenas uma anestesia local”, explicou.

Os animais castrados serão identificados com um chip e o projeto tem como objetivo diminuir a população de cães de rua, evitando a proliferação de cães abandonados. O serviço será feito com recursos próprios e o veterinário garante que o processo é totalmente indolor. Esse tipo de procedimento é aprovado pelo CRMV – Conselho Regional de Medicina Veterinária e Sertanópolis será uma das cidades pioneiras do Paraná nesse tipo de procedimento.

Processo é indolor e visa reduzir a população de animais abandonados.


Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

XHTML: You can use these tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>