Sertanópolis assina convênio inédito na área de segurança pública


Prefeito Tide Balzanelo e o Tenente Conde assinaram o convênio.

O município de Sertanópolis assinou, com a Secretaria de Estado de Segurança Público, um convênio na ordem de R$ 100 mil para custear despesas do 3º Pelotão da Polícia Militar, instalado na cidade.

Segundo o Prefeito Tide Balzanelo, “o convênio foi homologado pelo Governo do Estado e aprovado pela Casa Civil.

O município possui aporte financeiro para custear essa despesa. Nossa intenção é colaborar com a Polícia Militar para dar maior agilidade ao pelotão e conforto aos policiais. O dinheiro está sendo investido na reforma do prédio. Assim, os policiais vão ter gosto de trabalhar em Sertanópolis”, disse o prefeito.

O Comandante do 3º Pelotão, Tenente Daniel Conde disse que a estrutura do prédio era antiga e há mais de 20 anos não passava por reformas. “Assumi o pelotão com o compromisso de melhorar a estrutura física e proporcionar melhores condições de trabalho aos policiais e atendimento ao público. Começamos algumas melhorias com verba do Estado e ajuda da sociedade organizada. Porém, era muita coisa a ser feita e, com a ajuda da Prefeitura iremos conseguir”, previu.

Até o momento, o dinâmico Tenente Conde já realizou a reforma dos banheiros, troca de portas e fechaduras, pintura interna e a colocação de gesso. “Mas não foi por beleza não. A cobertura é de canaletão e isso aqui era um forno. Nem o ar condicionado dava jeito. O gesso foi para dar isolamento térmico”, explicou. A parte elétrica foi toda refeita, com lâmpadas de led, instaladas grades laterais, aumento do muro e a mudança da entrada do pelotão, que em breve será feita pela Avenida 06 de junho.

Antigamente, quando uma viatura tinha problema, o trâmite era extremamente burocrático. Para conserto de uma avaria simples, era preciso fazer um comunicado para o Comte. da Cia. em Porecatu, que oficiava ao subcomandante do Batalhão em Rolândia, que depois repassava ao setor de Logística, colocando o pedido no sistema. Se o Estado tivesse o recurso, a viatura era levada para uma oficina credenciada e lá ficava até a resolução do problema. Todo esse percurso demorava entre 15 a 30 dias. “Isso quando era um problema simples. Consertos mais complexos chegava a demorar seis meses. Agora, pequenos problemas são resolvidos de imediato”, explicou Conde.

A iniciativa é inédita no Paraná. Os municípios não podem mais fazer repasses para o Conseg, pois o Tribunal de Contas entendeu ser ilegal. “Conversamos com o Prefeito e encontramos essa alternativa. Não sabíamos se ia dar certo pois, para fazer a coisa da forma correta precisava do aval do Governo do Estado, da Secretaria de Segurança Pública. Felizmente, depois de muita luta, conseguimos a aprovação, com a ajuda da Câmara de Vereadores. Era preciso dar uma resposta rápida e necessária para a população na área da segurança pública. Estamos conseguindo”, finalizou.

É obvio que jamais haverá uma segurança pública totalmente eficiente e sem problemas. Mesmo em países do primeiro mundo isso acontece. Porém, o convênio vem mostrar que, homens públicos, com abnegação, empenho e realmente preocupados com a maioria da população, podem fazer muito, fazer melhor e estar sempre um passo à frente das necessidades do povo. Queremos, publicamente parabenizar todos os envolvidos: Prefeito Tide, o Procurador Dr. João Carlos, a Câmara de Vereadores, que votou unânime o projeto, o dedicado Comandante Tenente Daniel Conde e o Governo do Estado em dar sustentação a esse projeto pioneiro e ousado. Nota 10 a todos!


Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

XHTML: You can use these tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>