Ribiti quebra a barreira dos 6.3

Rebiti, a companheira Célia e o filho Carlinhos. Ao lado, vista parcial da festa.

José Carlos de Oliveira, o popular Ribiti (sim, é assim que se escreve), completou 63 anos de idade, no último dia 21 de maio. Para comemorar a data, no sábado, dia 20, reuniu os amigos para mais um mega evento, regado a boa música, cerveja gelada e um bom churrasco.

Ribiti abriu seu primeiro bar em 1982, sempre tendo como foco o ramo etílico e o futebolístico. Corintiano desde criancinha, sempre foi no Bar do Ribiti donde partiram as inesquecíveis carreatas para comemorar títulos de várias equipes de futebol, em diversos campeonatos. Até do arquirrival Palmeiras ele teve que aguentar (mesmo não tendo mundial). O bom astral do botequim é ponto de encontro de jovens, nem tão jovens e jovens idosos. Democrático, no bar se encontram desde o mais humilde até o mais abastado, recebendo o mesmo atendimento.

O apelido veio dos tempos de escola, quando machucou o pé. Ribiti tem seis filhos, que o ajudaram a enfrentar todas as dificuldades da vida. Tempos atrás, descobriu que estava mais “enguiçado que caminhão velho”, brinca, ao falar dos problemas de saúde que passou. “Agora consegui controlar o diabetes, mas ainda estou com um monte de problema”, disse. Ao relembrar uma das matérias que o Jornal da Cidade fez, Ribiti se emociona ao ver a foto do pai, já falecido. Outro que não está mais presente é o vira latas Pingo, um cachorrinho que adotou. A cada ano, a festa fica ainda maior e a quantidade de amigos só aumenta. Este ano, o número de convidados passou de uma centena, numa festa que durou 12 horas, mesmo com chuva.

Esperamos comparecer a muitas e muitas festas do Ribiti, pois a cada uma delas, voltamos com a energia renovada. Quando jovem, Ribiti atendeu o pai deste jornalista, o saudoso Leonini Amaral, o tal, que se auto intitulava “O último boêmio de Sertanópolis”, título de um livro publicado na década de 90. Agora, somos nós que ele atende, com a mesma alegria e paciência. Parabéns, amigo e fique por muitos anos entre nós, espalhando alegria, dando uma palavra de conselho e até um puxão de orelha, quando necessário.

Empresário Guila, da Sertagro e Lobinho, da LCA.
Vereador Katuaba fez biquinho.
Esse pessoal tomou conta da geladeira.
Marciel e Osvaldo Arrigo, pilotando a churrasqueira.
Momento de alegria, ao lado das jovens amigas.
Em cada mesa um grupo de amigos. Infelizmente não deu para fotografarmos todos, pois foi o dia inteiro de festa.
Em cada mesa um grupo de amigos. Infelizmente não deu para fotografarmos todos, pois foi o dia inteiro de festa.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Democracia é isso: As mulheres também se fizeram presentes.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Lances da festa. Serginho, que gosta de sair no “jornalzinho”.

 

Encochado pelos são paulinos Lobinho e o jornalista Getulio.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *