Teatro do Sesc Bela Vista revive

Em 1962, a primeira peça apresentada no Teatro Municipal Geraldo Moreira foi o Auto da Compadecida, de Ariano Suassuna. Após um período de inatividade, o teatro, reformado e cedido ao Sesc Paraná, voltou aos seus tempos de glória. O teatro foi um dos primeiros do interior do Paraná e teve, além de peças teatrais, bailes, cultos e outras atividades, até seu fechamento em definitivo, devido a interdição com risco de desabamento.

Em dezembro de 2017, foi formalizada a doação do teatro ao Sesc, num trabalho do então Deputado Federal Alex Canziani e o ex-prefeito Edson Vieira Brene. As obras de revitalização tiveram início em fevereiro de 2020 e recentemente foram concluídas. Embora tenha sido entregue ao público informalmente, uma apresentação especial marcou o reinício das atividades culturais.

Um grupo de atores amadores encenou uma livre adaptação da obra de Suassuna, chamada “Memórias da Compadecida”. Os ingressos, gratuitos, esgotaram-se rapidamente. Os ensaios começaram no ano passado, fruto de uma parceria da Divisão de Cultura da Prefeitura Municipal com o Sesc.

Na primeira apresentação estiveram presentes o Diretor do Sesc Emerson Seixos, a Deputada Federal Luisa Canziani e seu pai, idealizador do projeto, Alex Canziani, juntamente com o ex-prefeito Edson Vieira Brene, além de várias outras autoridades. Segundo Seixos, “este é um sonho realizado. Infelizmente, devido a pandemia, não foi possível a liberação total da capacidade do teatro”, explicou. Na plateia, estava Nelson Serafim, um dos atores amadores que apresentaram o Auto da Compadecida em 1962, na inauguração do teatro. A Deputado Luisa Canziani saudou o ex-prefeito Edson Vieira Brene e disse que “resgatar nosso teatro era um dos maiores sonhos da comunidade”. Ela também lembrou o vice-governador Darci Piana, diretor da Fecomércio, do qual o Sesc faz parte, pela parceria. O Prefeito Fabrício Pastore saudou as autoridades presentes e disse estar emocionado pela grande obra que foi entregue à comunidade.

Os atores interpretaram magistralmente a adaptação, sendo intensamente aplaudidos no final. Realmente a reforma e ampliação do novo espaço cultural da cidade ficou muito bom. No local devem ocorrer cursos e palestras sobre os mais diversos assuntos, principalmente os que são voltados ao comércio. Na área externa, vários equipamentos de lazer foram instalados.

Na estreia do Teatro foi encenada a peça “Memórias da Compadecida” por um grupo de atores amadores de Bela Vista do Paraíso, onde fizeram um excelente encenação, com muita emoção e aplausos pelo brilhantismo.
Equipe técnica e administrativa do SESC Bela Vista e região, apoiou e orientou a trupe para que a peça pudesse se tornar um espetáculo.
O grupo de atores amadores e voluntários de Bela Vista teve a presença de Nelson Serafim, que atuou na primeira inauguração do Teatro em 1962.
À frente da divisão de Cultura em anos anteriores, a mobilizadora Vany Framarin foi uma das incetivadoras para a realização da peça. Os atores Maria Helena Serafim e Fabrício Rabelo.
Ex-prefeito Edson Vieira Brene, a Gerente Executiva do SESC, Melrian Machado, e o diretor Emerson Seixos.
Ator Fabrício Rabelo, mobilizadora cultural Vany Framarin Soares e Silas, do SESC Londrina.
Idealizadores para realização da Unidade do SESC em Bela Vista: Ex-prefeito Edson Vieira Brene, Deputada Federal Luisa Canziani e Alex Canziani.
Prefeito Fabrício Pastore.
Deputada Federal Luisa Canziani.
Alex Canziani e sua filha, Deputada Federal Luisa Canziani.
Ex-prefeito, Edson Vieira Brene.
Deputada Luisa Canziani.
Diretor do SESC Emerson Seixos.
Com ingressos esgotados para as duas sessões de estreia, o publico prestigiou e aplaudiu o resultado. Autoridades participaram.
Alex Canziani.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *