Saae acelera obras do Setor Leste

O Serviço Autônomo de Água e Esgotos de Sertanópolis (Saae) acelerou o ritmo das obras do novo sistema de captação, armazenagem, tratamento e distribuição de água do Setor Leste, visando resolver a falta d’água nos bairros da região norte e leste da cidade.

Segundo Luiz Carlos Almeida, diretor da autarquia, “o Prefeito Tide tomou uma atitude corajosa em 2016, em plena época de campanha eleitoral. As tarifas do Saae estavam completamente defasadas e não havia possibilidade de investimentos na ampliação do sistema. Também não havia recursos disponíveis na esfera federal e estadual. Com o reajuste, estabilizamos o caixa e conseguimos acumular recursos para o início da obra”, explicou.

Foram perfurados poços semi artesianos na região próxima ao Ribeirão do Cerne, com cerca de 120 metros de profundidade. Os quatro poços perfurados oferecem uma vazão média de 120 mil litros de água por hora. Para construção da rede adutora, estão sendo entregues 1.600 metros de tubos de PVC azul, próprios para água, com 200 mm de tamanho, que proporcionar uma ótima vazão ao sistema.

A base de concreto para as caixas já foi licitada e homologada. A construção terá início na próxima semana. Enquanto é construída a base, será feito, no final de setembro, a concorrência para construção de duas caixas d’água metálicas, uma com capacidade para 250 mil litros, que será instalada próxima aos poços perfurados. Será uma caixa reguladora de vazão. Outra caixa, com capacidade para 500 mil será construída no terreno do Saae, próximo ao Recinto de Rodeio da Apae, onde será instalado todo sistema de tratamento, bombeamento e distribuição do novo Setor Leste. Para construção dessa etapa era preciso perfurar os poços para verificar a vazão final. Quanto a energia para tocar as bombas e o sistema de tratamento automatizado, já foi feito o pedido à Copel, que irá demorar cerca de 30 dias para instalar o padrão e transformador. O Saae espera entregar a obra funcionando até o final de novembro, início de dezembro. “Esse prazo pode ser antecipado, se correr tudo bem”, previu o Diretor Luiz Carlos Almeida.

Segundo o Prefeito Tide, “esperamos oferecer um presente de Natal para a região leste, resolvendo em definitivo esse problema que já arrasta por muitos anos em nossa cidade. Veja bem, felizmente, a cidade cresceu muito e o consumo aumento. A capacidade do Saae continuou a mesma. Vamos resolver e pedi a máxima urgência nesse assunto. Quero ver resolvido o quanto antes”, afirmou.

A obra, no valor de cerca de 1 milhão de reais está sendo feita com recursos próprios do Saae e não depende de repasse do governo, uma vez que o dinheiro está na conta. A ordem é finalizar a obra o mais rápido possível.

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *