Operário morre soterrado em Florestópolis

            O operário Durvalino José dos Santos morreu soterrado após o desabamento de uma vala para instalação das galerias pluviais na Rua Frei Caneca, que será asfaltada. Uma escavadeira hidráulica da Prefeitura abria uma valeta, no local próximo ao Cemitério de Florestópolis quando a terra desabou.

            Poucos minutos antes, o Prefeito Onício de Souza, o Nicinho, gravou um vídeo falando da obra, que segundo ele, era importante para o município. No vídeo, Nicinho está ao lado do Secretário Altamiro, do Sr. João responsável pela empreiteira e o Secretário de Obras, Reinaldo. Atrás é possível ver operários trabalhando, sem nenhum equipamento de segurança, sem EPI e sem escoras na vala. O operário que faleceu aparece na gravação ao fundo. Embora a obra seja terceirizada, é obrigação da Prefeitura fiscalizar o correto procedimento das questões de segurança, exigindo equipamentos para os operários e escoras de contenção nas valetas.

                Infelizmente, o operário veio a falecer, mas a prefeitura é a grande responsável pelo ocorrido, uma vez que não fez cumprir as exigências mínimas de segurança da empresa contratada.

Prefeito Onício de Souza, o Nicinho, visita a obra, pouco antes do desabamento. Falta de equipamentos de segurança e escoras preventivas.
Fragmento de vídeo onde mostra uma escavadeira hidráulica trabalhando na obra, sem nenhuma proteção aos operários.
Operário Durvalino José dos Santos, momentos antes do acidente.
Imagem após o acidente.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *