Jaguapitã lança projeto piloto

Uma das grandes dificuldades nos municípios é a correta manutenção dos bueiros de águas pluviais. Algumas pessoas não fazem a sua parte e jogam nas ruas todo tipo de lixo que, quando chove, acabam indo parar nos bueiros. Varrem folhas e lixo para os bueiros e tudo isso contribui para o entupimento. Depois reclamam de inundações e alagamentos.

Cansados de realizar a limpeza de bueiros, o Samae de Jaguapitã está testando um projeto piloto para evitar o entupimento dos bueiros. O projeto, piloto na região, consiste na colocação de uma espécie de cesto no interior do bueiro, evitando que alguns materiais acabem entupindo a canalização. A cesta de contenção, como é chamada, foi feita na própria autarquia e colocada em alguns pontos, considerados críticos.

Segundo José Henrique Marcelino, diretor do Samae, “o projeto se mostrou funcional. Os bueiros acumulam muita matéria orgânica, principalmente folhas de sibipiruna. Também aparecem garrafas pet, tampas plásticas e sacolinhas. O importante seria que as pessoas se conscientizassem e não jogassem lixo nas ruas. Quando chove, vai tudo para o bueiro, que acaba entupindo, causando inundação e transtornos. Às vezes, a pessoa que jogou o lixo na rua nem mora naquele lugar. Estamos analisando os resultados do projeto, mas a princípio, foi bom. Vamos procurar estender para os locais onde o problema é constante”, informou.

As caixas de contenção instaladas pelo Samae em Jaguapitã deram resultados satisfatórios. O projeto pode ser ampliado para outros locais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *