Canil Municipal de Sertanópolis enfrenta superlotação

Em meados de fevereiro, ocorreram reclamações acerca de problemas ocorridos no Canil Municipal de Sertanópolis. Segundo o Secretário de Vigilância Sanitária, Erick Pissinati, “providências estão sendo tomadas. Houve um excesso de abandono de filhotes e recém-nascidos nos últimos dias e isso provocou uma superlotação de animais. Eles vêm com baixa imunidade e suscetíveis a várias doenças. Não conseguimos nem vacinar. A primeira vacina só pode ser dada com 40 dias de nascido. Muitos chegam aqui com os olhos fechados, recém-nascidos. É preciso haver conscientização da população. Isso aqui não é um depósito de animais”, afirmou.

A veterinária e responsável técnica pelo canil, Maria Beatriz Mendonça lamenta a perda de alguns filhotes. “Recebemos ninhadas inteiras. Quase todos os dias aparecem caixas com filhotes dentro. É um absurdo. Querem se livrar e mandam para o canil. Não há possibilidade de atender tantos animais. Estamos estudando a possibilidade de realizar novas feiras de adoção. Precisamos que a população colabore”, disse resignada.

O Secretário Geral, Bruno Brócoli, que já foi Secretário de Agricultura na administração anterior mostrou os pedidos de compras de rações para filhotes e adultos, medicamentos e atendimentos em clínicas veterinárias particulares para casos especiais. “A verdade é que o canil chegou ao seu limite. No final do ano passado, era época de campanha eleitoral e para não criar problemas, passaram a receber uma quantidade absurda de cachorros adultos e filhotes. Agora a consequência está aí. Superlotação, proliferação de doenças, dificuldades no atendimento. Uma coisa é você cuidar de um bichinho. Outra é cuidar de uma matilha inteira”, lamentou.

Atualmente o canil municipal possui três setores. Um local para cachorros adultos, onde os machos são soltos numa área aberta no período da manhã e as fêmeas são soltas no período da tarde. Em outro setor estão os filhotes, um mais fofinho que o outro. Adote. Tem de todas as cores e portes. Em outro setor estão os cachorros com problemas especiais, com comorbidades e dificuldades genéticas. Mesmo assim não são sacrificados. São tratados com amor e carinho.

Venha conhecer o canil municipal, ajude a ONG Quatro Patas, a Prefeitura Municipal e adote um “serumaninho” carinhoso e que precisa muito de uma família para chamar de sua. O Canil Municipal fica nos fundos da antiga Afumser, na Rua Pioneiros. Durante o horário comercial, sempre tem alguém cuidando dos bichinhos. Informe-se, adote. A mascote do Jornal da Cidade foi adotada lá. Faça igual.

Canil Municipal de Sertanópolis.
Maria Beatriz: Não gostamos de perder nenhum deles.
Baia dos adultos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *