Sicredi União PR/SP conclui programa Empreender Feminino no Agronegócio

            Depois de dois meses mergulhadas num programa de empreendedorismo, um grupo de sete mulheres ligadas à produção rural e associadas à cooperativa Sicredi União PR/SP concluiu o curso de empreendedorismo no agronegócio com uma reunião de avaliação realizada no Espaço Dexis em Londrina (avenida Ayrton Senna, 555).

            O programa é uma iniciativa do Clube Mulheres de Negócios de Portugal, em parceria com o Sescoop/PR e com o Sicredi, com o objetivo de promover conhecimento e desenvolvimento das associadas ligadas ao agronegócio.

            O objetivo, segundo o analista de Cooperativismo Renan Leonel, também articulador do programa, foi qualificar e proporcionar a oportunidade de conexões entre as participantes. “A formação foi realizada de forma online e pautada em três pilares: conhecimento, treinamento e experiência internacional”, informa Leonel.

            O grupo participou de encontros online com aulas ao vivo e também gravadas, que podiam ser acessadas no melhor horário para cada uma. Além das aulas (Master Class), elas receberam mentorias semanais e ganharam 12 meses de associação ao Clube Mulheres de Negócios de Portugal.

            Entre os temas Master Class estavam “A atuação da mulher nas cooperativas e a sucessão familiar no agronegócio; “Construindo marcas duradouras e responsáveis”, e “Governo e boas práticas no agronegócio”.

Aprendizado

            A produtora rural Juliana Cristina Farina Palaro, de Cianorte, fez parte do grupo que concluiu a formação e está bastante feliz com os impactos em seu dia a dia. “O programa abriu portas. Recebi muito conhecimento; as tutoras foram excelentes, tivemos espaço para nos conectar com o grupo e também com a gente mesma”, avalia a produtora.

            Segundo ela, ter participado da formação a instigou tanto no aspecto administrativo da propriedade da família, quanto no pessoal e um dos resultados mais imediatos, aponta, foi o incentivo que precisava para fazer uma graduação. Hoje, ela cursa Tecnologia em Administração Rural. “Fui instigada e inspirada a querer mais”, enfatiza.

            A falta de tempo, sempre alegada, principalmente, por quem já tem uma família formada e também trabalha fora, se mostrou uma desculpa de fácil superação, na opinião de Juliana. “O tempo aparece. Arrumei tempo para integrar o programa e aí descobri que também arrumaria para fazer a faculdade”.

            Animada com os conhecimentos que vem adquirindo e se sentindo mais imponderada, Juliana tem vários planos para continuar se aprimorando. Ela irá integrar o Comitê Mulher da Sicredi União PR/SP e, como ressalta, pretende “agarrar todas a oportunidades que aparecerem”, assim como também está disposta a ter uma participação mais ativa na cooperativa, onde vê várias oportunidades de aprendizado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.