Novo julgamento pode complicar ainda mais ex-prefeito em Jataizinho

A Câmara Municipal de Jataizinho deverá julgar, nos próximos dias 30 e 31 de julho, as contas de 2011 do ex-prefeito Wilson Fernandes, o Vilsinho Quirino (gestão 2009/2012). Essas contas tiveram recomendação do Gaeco para que fossem à votação e foram matéria no Jornal da Cidade recentemente.

Ainda em 2011, as contas do ex-prefeito foram consideradas irregulares pelo Tribunal de Contas, devido um convênio entre a Prefeitura e a APMI local. O motivo da desaprovação das contas foi a realização de pagamentos à empresa RVS, por honorários contábeis, além da contratação de pessoal sem a realização de processo seletivo e a terceirização dos serviços públicos de saúde. O ex-prefeito recorreu da desaprovação e conseguiu a aprovação com ressalvas.

Embora tenha escapado dessa irregularidade, Vilsinho foi alvo de uma nova condenação, também no ano de 2011, que possuem várias irregularidades. A mais grave, segundo informações, seria a reforma do Ginásio de Esportes, através de uma empresa que estava envolvida com a Lava jato. Na obra, teriam sido gastos R$ 1,3 milhão. Na mesma época, Ibiporã construiu um ginásio de esportes novo, partindo o chão (não era reforma), por cerca de R$ 800 mil. A inauguração da obra teve requintes de super megaevento, com a presença do jogador da Seleção Brasileira de Futsal, Falcão, que fez uma apresentação ao público. Ainda no ano de 2011, foi construído um banheiro, na Praça Central, pelo valor de cerca de R$ 70 mil, obra essa que deveria custar, no máximo, a metade do valor pago.

A maioria das irregularidades teriam sido denunciadas pelo vereador presidente da Câmara na época, Maurilio Martielho (Bidu). O Tribunal de Contas enviou ofício ao presidente solicitando que as contas fossem colocadas em votação pelo plenário. Bidu engavetou o pedido e não deu andamento. Anos depois, ao analisar o quadro, o Grupo de Atuação Especial ao Crime Organizado (Gaeco), através do Promotor Renato de Lima Castro, pediu que as contas fossem julgadas. O processo do Ministério Público que solicitou a intervenção do Gaeco no caso tem o Nº 0078.20.002399-8.

Finalmente as contas serão analisadas pelos vereadores que poderão aprovar ou não, as contas de 2011 do ex-prefeito Vilsinho. A sessão extraordinária acontece no próximo dia 30 de julho. Caso os vereadores votem pela desaprovação das contas, será a segunda irregularidade do ex-prefeito (as contas de 2009 foram reprovadas), o que irá complicar, em muito, seu futuro político. Durante a votação das contas de 2009, votaram pela reprovação os vereadores Jorginho, Igor Sabará, Adir Leite, Alex Faria, Tiziu e Dimdim. Votaram à favor: Bidu, Gordo do Barracão e Laércio Quitério.

A sessão extraordinária de julgamento das contas de 2011 acontece às 10 horas e será transmitida ao vivo pelo Facebook. Infelizmente, coincidiu com o fechamento desta edição. Em nossa próxima edição, traremos a cobertura completa, quem votou contra ou a favor e tudo que rolou durante a sessão.

Por ironia do destino, o denunciante (Bidu) e o denunciado (Vilsinho), estão hoje no mesmo partido político (PDT). Os dois sempre foram inimigos declarados e, agora, estão juntos no mesmo partido.

A denúncias contra o ex-prefeito Wilson Fernandes (Vilsinho) foram feitas pelo vereador Bidu. Por ironia do destino, agora os dois estão no mesmo partido político (PDT). Gaeco pediu rapidez no julgamento das contas de Vilsinho.
Bidu, vereador em Jataizinho, agora terá que julgar as contas de seu aliado político (ambos do mesmo partido PDT) Vilsinho, ex-prefeito, após recomendação do Gaeco, vista indícios de irregularidades.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *