Lavanderia é prioridade no Sermusa

Em nossa edição de maio de 2020, o Jornal da Cidade mostrou que a reforma do Hospital São Lucas, em Sertanópolis, não contemplava melhorias na lavanderia, durante a reforma. Um dos locais mais importantes de um hospital, pois é o local onde é feita a lavagem e higienização das roupas dos médicos, pessoal da enfermagem e lençóis dos pacientes, evitando a propagação de vírus e bactérias.

Porém, a bela aparência do prédio contrasta com equipamentos sucateados na lavanderia, em péssimo estado de conservação, onde até uma parte do forro desabou.

A comprovação da denúncia do Jornal da Cidade veio agora. Na sessão do dia 17 de fevereiro, o vereador Carlinhos Torres solicitou a aquisição de uma nova secadora de roupas para a lavanderia do Hospital Municipal São Lucas. O antigo equipamento está a mais de um ano sem funcionar e as roupas estão sendo secadas ao sol, o que não é recomendado pelos órgãos sanitários.

O pedido comprova denúncia formulada pelo Jornal da Cidade sobre a precariedade dos equipamentos do Hospital São Lucas, que foi reformado, mas, muitos equipamentos são antigos, sucateados e em péssimas condições de uso. A lavanderia, localizada no porão do prédio, está em estado lamentável. O ex-prefeito Tide Balzanelo se preocupou apenas com as aparências do prédio, deixando de contratar novos profissionais de saúde, submetendo os atuais funcionários a uma jornada de trabalho estressante e injusta.

Embora a nova prefeita Ana Ruth não seja a responsável pela situação, caberá a ela as melhorias internas que não foram feitas pelo ex-prefeito, que se preocupava apenas com as aparências, deixando de lado, outras questões importantes. O asfalto, casca de ovo é uma delas. A nova prefeita já fez a aquisição de asfalto para providenciar um tapa-buracos emergencial, nos locais mais críticos.

Nossa reportagem conversou com a Secretária de Saúde, Daiany Kozan. Segundo ela, “Encontramos problemas em alguns setores e a lavanderia do hospital é um deles. Hoje (23/02) assinei o pedido de compra do painel da máquina de lavar e, a 30 dias estamos trabalhando na melhor opção para esse setor, tanto com relação a equipamentos quanto com relação a recursos humanos. Estou iniciando na direção mas tenho muitos anos de trabalho na saúde. Conheço as pessoas, os entraves e a capacidade da equipe. Temos ótimos profissionais trabalhando conosco. Pessoas focadas nos pacientes, nos direitos de todos, na humanização dos serviços, no SUS que funciona. Temos muitos desafios: A pandemia, a vacinação, a dengue, que já começou aparecer, a retomado dos trabalhos na UBS Maria Casagrande Favoreto e isso é só o começo. Não será do dia para a noite, mas estou aqui para trabalhar e fazer o meu melhor”, finalizou, com exclusividade para o Jornal da Cidade.

Equipamentos da lavanderia do Hospital São Lucas, amargam a reforma de aparências feitas no local pela administração anterior.
Em maio de 2020, o Jornal da Cidade noticiou o descaso e sucateamento dos equipamentos, mas a equipe responsável pelo hospital na época negou. Agora, em 2021, o Vereador Carlinhos Torres identificou o problema e pediu a substituição.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *