Prefeito de Porecatu corta arvores e arranca flores

O Prefeito de Porecatu gastou milhares de reais com o plantio de flores por toda a cidade. As flores, nascidas em estufas climatizadas e com muito adubo no pé, não resistiram ao calor intenso e o desconhecimento dos cuidados essenciais que exigem. No canteiro da avenida em frente à Rodoviária, acabaram morrendo por inanição.

As que foram plantadas no jardim da Prefeitura tiveram um tempo de vida maior, já que havia um jardineiro cuidando em tempo integral. Porém, mesmo com todos os cuidados, como dizia a música de Roberto Carlos, “as flores do jardim de nossa casa, morreram todas…”

Após gastar mais de R$ 5.000, mil reais do dinheiro público para embelezar a cidade, o Prefeito Fábio Luiz Andrade acabou assumindo o fracasso da missão e optou por arrancar todas as flores do jardim da Prefeitura.

Não bastasse, sua ira se voltou contra as pobres árvores do município e o alcaide partiu para erradicação das árvores do município. Dezenas foram cortadas. Na rua ao lado do Hospital Municipal, as árvores tombaram todas. Defronte à prefeitura, a motosserra novamente entrou em ação e várias árvores foram cortadas.

Se houver em Porecatu alguma ONG que trate do meio ambiente, poderia tomar providências com relação ao descaso do Prefeito com a natureza. Também caberia denúncia ao IAP e à Sema para ver se foi solicitada permissão para o corte das árvores e qual a alegação da Prefeitura para a erradicação das pobres árvores. Os vereadores, cuja principal missão é fiscalizar o Executivo, também poderiam solicitar explicações sobre a barbárie.

À esquerda, árvores cortadas na rua ao lado do Hospital Municipal. À direita, árvores defronte o prédio da Prefeitura, ao lado do Bar do Garrido.

 

 

A árvore que havia defronte o prédio da Prefeitura foi cortada. No jardim, as flores foram arrancadas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *