Campeonato de Futsal termina em confusão

O que era para ser uma bela noite esportiva acabou em confusão, no último dia 02 de agosto. O jogo de abertura da noitada esportiva foi entre as equipes femininas de futsal de Sertanópolis, as Maravilhas x Ativistas. O resultado foi Ativistas 2 x 0 Maravilhas.

A disputa pelo terceiro lugar foi entre Juvenil EC e Esporte Bach. O jogo terminou com a vitória do Juvenil por 3 x 1 Esporte Bach. Um belo jogo.

No intervalo dos jogos, aconteceram apresentações das equipes de GR da Divisão de Esportes e do Instituto Eulália Zanin, que apresentou um número de dança de rua. A professora de GR é Kamilly Faria, de muitos títulos pela Unopar e pela Seleção Brasileira de GR. O projeto de Ginástica Rítmica de Sertanópolis atende cerca de 200 crianças com idades entre 5 a 12 anos.

A partida final, decisiva, foi entre as equipes do Rizzato/Franco x EF/MF BSR. Logo no início da partida, aos 1:30”, o jogador Costelinha anotou o primeiro gol dos Irmãos Fachini e, aos 3:30” mais um gol dos Irmãos Fachini/BSR. Dessa vez foi o atleta Bicafé o marcador, depois de uma bela jogada pela esquerda. A equipe dos Fachini/BSR estava arrasadora. Aos 9 minutos, foi a vez de Roninho ampliar o placar. Só que aí veio a confusão. O atleta provocou o banco de reservas do Rizato/Franco e a briga começou. O árbitro expulsou um de cada time, mas, mesmo assim, os ânimos não se acalmaram. A torcida acabou entrando na confusão e a briga foi generalizada.

Era para ser uma bela noitada esportiva e acabou sendo um péssimo exemplo para as crianças e famílias que foram até o Ginásio de Esportes Teixeirão para assistir futsal e acabaram vendo luta de MMA. O Secretário de Esportes, Fabinho Araújo lamentou o ocorrido e o Departamento de Esportes divulgou a decisão da Comissão de Ética, no último dia 07 de agosto.

Segundo os membros da Comissão, o atleta Rony Correia da equipe EF & MF BSR extrapolou ao comemorar a marcação de um gol, fazendo gestos de deboche defronte o banco de reservas da equipe do Rizato/Franco. O atleta Rodrigo Evangelista não se conteve e agrediu o atleta Rony. O atendente da equipe EF MF BSR, Mairon Fachini também invadiu a quadra e desferiu socos e pontapés, sendo expulso. Na saída, Fachini foi agredido pela torcida, ocorrendo uma briga generalizada, inclusive com a invasão da quadra. O jogo foi suspenso, pois não havia mais clima e segurança para os presentes no evento.

Ao analisar as imagens dos vídeos de monitoramento, foi possível verificar que o atleta Claudio Ney dos Santos, da equipe Shoop Sertão/Shark City foi um dos agressores do atendente Mairon Fachini na saída da quadra. Na sequência, o atleta Alessandro da Conceição, também teria agredido Mairon. Outros membros da torcida também participaram da briga generalizada, mas não foram identificados.

Dessa forma, a Comissão resolveu punir Rony Correia, Mairon Fachini, Rodrigo Evangelista, Claudio Ney dos Santos e Alessandro da Conceição com a suspensão das próximas 12 partidas de campeonatos a serem realizados pelo Departamento de Esportes da Prefeitura de Sertanópolis.

No intervalo dos jogos, aconteceram apresentações das equipes de GR da Divisão de Esportes e do Instituto Eulália Zanin, que apresentou um número de dança de rua. A professora de GR é Kamilly Faria, de muitos títulos pela Unopar e pela Seleção Brasileira de GR. O projeto de Ginástica Rítmica de Sertanópolis atende cerca de 200 crianças com idades entre 5 a 12 anos.

A partida final, decisiva, foi entre as equipes do Rizzato/Franco x EF/MF BSR. Logo no início da partida, aos 1:30”, o jogador Costelinha anotou o primeiro gol dos Irmãos Fachini e, aos 3:30” mais um gol dos Irmãos Fachini/BSR. Dessa vez foi o atleta Bicafé o marcador, depois de uma bela jogada pela esquerda. A equipe dos Fachini/BSR estava arrasadora. Aos 9 minutos, foi a vez de Roninho ampliar o placar. Só que aí veio a confusão. O atleta provocou o banco de reservas do Rizato/Franco e a briga começou. O árbitro expulsou um de cada time, mas, mesmo assim, os ânimos não se acalmaram. A torcida acabou entrando na confusão e a briga foi generalizada.

Era para ser uma bela noitada esportiva e acabou sendo um péssimo exemplo para as crianças e famílias que foram até o Ginásio de Esportes Teixeirão para assistir futsal e acabaram vendo luta de MMA. O Secretário de Esportes, Fabinho Araújo lamentou o ocorrido e o Departamento de Esportes divulgou a decisão da Comissão de Ética, no último dia 07 de agosto.

Segundo os membros da Comissão, o atleta Rony Correia da equipe EF & MF BSR extrapolou ao comemorar a marcação de um gol, fazendo gestos de deboche defronte o banco de reservas da equipe do Rizato/Franco. O atleta Rodrigo Evangelista não se conteve e agrediu o atleta Rony. O atendente da equipe EF MF BSR, Mairon Fachini também invadiu a quadra e desferiu socos e pontapés, sendo expulso. Na saída, Fachini foi agredido pela torcida, ocorrendo uma briga generalizada, inclusive com a invasão da quadra. O jogo foi suspenso, pois não havia mais clima e segurança para os presentes no evento.

Ao analisar as imagens dos vídeos de monitoramento, foi possível verificar que o atleta Claudio Ney dos Santos, da equipe Shoop Sertão/Shark City foi um dos agressores do atendente Mairon Fachini na saída da quadra. Na sequência, o atleta Alessandro da Conceição, também teria agredido Mairon. Outros membros da torcida também participaram da briga generalizada, mas não foram identificados.

Dessa forma, a Comissão resolveu punir Rony Correia, Mairon Fachini, Rodrigo Evangelista, Claudio Ney dos Santos e Alessandro da Conceição com a suspensão das próximas 12 partidas de campeonatos a serem realizados pelo Departamento de Esportes da Prefeitura de Sertanópolis.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *